Uncategorized
World Skills Portugal

SKILLSPORTUGAL DIGITAL, Regras da Competição

O presente documento constitui-se como uma adenda às Regras da Competição SkillsPortugal – Campeonatos das Profissões.
Nele são abordadas as diferenças operacionais deste campeonato, com foco na inexistência da componente física presente em diversos artigos das referidas regras gerais.

Saber +
Uncategorized
World Skills Portugal

Sessões de esclarecimento sobre o SkillsPortugal Digital 2021

Na sequência das sessões de esclarecimento sobre o SkillsPortugal Digital 2021, que decorreram nos dias 30 de abril, 14 de maio e 2 de junho, e das questões que foram colocadas por presidentes de júri, jurados e entidades formadoras, publica-se o presente documento que procura dar resposta a todas essas questões.

Saber +

Foi no dia 21 de junho que o futuro aconteceu.

18 profissões digitais. 52 entidades de educação e formação de diferentes tipologias (escolas; escolas profissionais; entidades formadoras externas; centros de formação profissional de gestão direta do IEFP e centros de formação profissional de gestão participada). 156 concorrentes. 18 presidentes de júri. 104 jurados.

Estes são os números de um evento inovador organizado pelo IEFP/WorldSkills Portugal – o 1.º Campeonato Nacional das Profissões Digitais.

Na cerimónia de abertura, também ela realizada em ambiente virtual, lançou-se o mote para as próximas 3 semanas em que, pela primeira vez em Portugal, se realiza um campeonato de profissões totalmente a distância.

Numa sessão que contou com a presença do Vice-Presidente do IEFP (e Delegado Oficial da WorldSkills Portugal), António Leite; da Presidente da WorldSkills Europa, Dita Traidas e com o Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita, as palavras que ficam para memória futura são: Inovação ao longo da história. Inovação ao serviço de uma sociedade mais bem preparada para os desafios do futuro.

Este campeonato surge, entre outros aspetos, como resposta à “emergência do modo digital que o último ano nos impôs”, refere António Leite. “O digital permitiu-nos continuar a funcionar como sociedade. Na formação profissional, foi o uso das tecnologias que permitiu que não se instalasse o vazio e que a exclusão não fosse ainda mais acentuada. Soubemos usar a tecnologia como ferramenta que nos abre várias portas.” Em relação ao futuro deste evento, António Leite sublinha “este campeonato abre portas para o futuro, num trabalho que se faz no dia a dia. Este é só o primeiro campeonato, porque queremos que haja muitos mais, mas seguramente por isso será o mais importante. Vamos fazer o nosso melhor para que este seja um marco inolvidável”.

Sendo a WorldSkills Portugal membro fundador da WorldSkills Europa, também esta organização, que reúne 30 países europeus, se associou ao SkillsDigital, através da presença da Presidente, Dita Traidas, que destacou os progressos feitos em Portugal no domínio da educação e formação, particularmente nos últimos tempos, condicionados por uma situação pandémica.

Em 2021, os membros do movimento WorldSkills foram desafiados a abraçar o ano da inovação. Foi, por isso, um momento de grande alegria quando soube que a WorldSkills Portugal respondeu a este desafio, criando o SkillsPortugal Digital 2021”, refere Dita Traidas. “Organizar um evento deste tipo e de tão grande escala é uma ambição incrível e nós, na WorldSkills Europe estamos impressionados com um projeto tão inovador. Portugal aceitou verdadeiramente o desafio e nós damos-vos os parabéns por isso.”

O encerramento da sessão foi feito pelo Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional, Miguel Cabrita.
Trata-se, por parte de todos, de uma prova de empenho, de vontade de superação, de melhoria das suas competências, de investimento na sua qualidade e excelência, do ponto de vista profissional, ao aceitarem o desafio de competir com os melhores, que são os seus pares.”
Esta, nas palavras de Miguel Cabrita, é mais uma das excelentes práticas que o IEFP tem protagonizado em Portugal, com o apoio e adesão das entidades de educação e formação.

Mas o destaque foi para a importância do digital nas várias dimensões e contextos de vida:
Um dos traços distintivos deste campeonato é o facto de todas as profissões serem da área digital, que é uma área emergente e que toca todos os pontos da nossa vida – metade das profissões atualmente existentes vão ser afetadas por grandes transformações do ponto de vista do conteúdo funcional. A dimensão digital está presente, de modo transversal na economia, na forma como os mercados funcionam, e também na nossa sociedade, no nosso quotidiano, na forma como nos relacionamos com os outros nas várias dimensões da vida, pelo que, quem investe na formação digital, está a investir no seu futuro enquanto trabalhador, mas também enquanto cidadão.”
Termina sublinhando o papel fundamental da educação e formação neste contexto de transição digital: “A educação e formação têm aqui um papel fundamental porque, não só dão resposta às qualificações que serão necessárias no futuro, mas também, porque dão resposta às competências que cada um de nós é chamado a ter no mercado de trabalho e na sociedade. Em particular, os jovens que estão agora a começar o seu percurso de vida e a entrar no mercado de trabalho, porque ao terem formação inicial relevante na área digital estão a adquirir competências fundamentais para o seu futuro.”
Este futuro que está a acontecer, é um futuro muito feito de educação, formação e de competência e é esse o desafio que faço para quem está a participar neste campeonato: o de não parar de investir nas competências. A educação e formação é um processo que deve estar presente ao longo da vida, independentemente da geração.”

Fred Canto e Castro, jovem empreendedor, fundador e CEO do Seekers Club, uma academia online de desenvolvimento pessoal, também se associou a este evento. Louvando a atitude, ambição e energia de todos os participantes no campeonato, deixou a mensagem de que, acima de tudo, o que importa, mais do que ganhar, é participar: “ao fazê-lo estão a dar mais que a maioria das pessoas e só por isso já têm uma grande vantagem competitiva que vai ser muito útil no futuro.”

O campeonato começa dia 22 e decorre até dia 8 de julho.

Pode rever a Sessão de Abertura aqui.

O presente documento constitui-se como uma adenda às Regras da Competição SkillsPortugal – Campeonatos das Profissões.

Nele são abordadas as diferenças operacionais deste campeonato, com foco na inexistência da componente física presente em diversos artigos das referidas regras gerais.

A maioria dos artigos aplica-se a ambas as tipologias de campeonatos, enquanto outros não têm aplicação no SPD, e os restantes foram ajustados na sua redação, por forma a se adequarem à competição à distância.

Na sequência das sessões de esclarecimento sobre o SkillsPortugal Digital 2021, que decorreram nos dias 30 de abril, 14 de maio e 2 de junho, e das questões que foram colocadas por presidentes de júri, jurados e entidades formadoras, publica-se o presente documento que procura dar resposta a todas essas questões.